Ir para conteúdo

História da Tangerina

A tangerina, de nome científico “citrus reticulata” é um citrino de cor laranja e sabor bastante doce e agradável, de formato achatado e cuja casca é relativamente fácil de tirar. Esta espécie é originária da Ásia, continente caracterizado pelos climas húmidos subtropicais e tropicais. Atualmente, as tangerineiras e seus híbridos são bastante cultivados em todo o mundo, embora bastante menos do que as laranjeiras.

Terá sido trazida de Tânger, em Marrocos, para Portugal, daí o seu nome, embora noutros países da Europa a sua introdução tenha sido mais tardia.

Portugal tem um clima favorável para o cultivo da tangerina, sobretudo no Sul e na ilha da Madeira. Noutras zonas, poderá haver microclimas propícios, em locais abrigados dos ventos e sem geadas, voltadas a Sul.

A China, a Espanha e o Brasil são os principais produtores mundiais, com a China a liderar por grande margem, com cerca de metade da produção.

Além de serem muito consumidas ao natural, as tangerinas são também usadas em culinária, doçaria e cosmética. É muito apreciada pelo seu sabor menos ácido que o da laranja e na China a sua casca é usada na medicina tradicional chinesa.